quarta-feira, 3 de agosto de 2011

Cursed Circus

Aries, o carneiro irlandês, irmão deCapricornus, a cabra do mar e Taurus, o touro. Gemini, as gêmeas sempre unidas, sempre em briga. Cancer, o menino caranguejo. Leo, o corajoso leão. Virgo, a virgem do círculo de fogo. Libra, a balança, a equilibrista que desafia a morte. Scorpius, o escorpião, o guardião. Sagittarius, o arqueiro.Aquarius, aquário, o portador da água, aquele das profundezas, e seu irmão, Pisces, o homem peixe.

Doze casas sobre rodas, coloridas e enfeitadas, levadas por fortes cavalos colina acima, ladeira abaixo, para as montanhas e além. Para a praça central da sua cidade. Em cada carroça uma pessoa e muitos sonhos, esperanças, medos e segredos. À frente Ophiuchus, o Serpentário. A maior carroça, a mais sóbria, e única que combina com a tormenta que cerca a comitiva. Raios, trovões, chuva, as pesadas patas dos cavalos afundando na lama inclemente.

Não podem parar. O condutor da carroça do Serpentário sabe que não se deve quebrar um contrato com aquele homem. Ele, assim como todos os seus empregados, amigos - irmãos - lhe devem um favor. E quando mais cedo tal débito for pago, mais cedo poderão dormir em paz.

***

O vilarejo escondia-se sob o céu escuro. A madrugada se aproximava e a tempestade também. Quase todas as pessoas já estavam refugiadas em suas casas, aquecidas por suas lareiras, enroladas em cobertores e tomando alguma bebida quente.


O vento forte fazia as janelas entortadas pelo tempo e ressecadas pelo sol rangerem sob sua força. As gotas começaram a cair com força contra os vidros das casas e sobre os telhados causando um barulho tremendo. Eles estavam anunciando sua chegada. Aquela era a cidade escolhida.

Muito velho, achei num blog meu mais velho ainda. Obrigada Aa pela ajuda.